Um trabalho mágico e inesquecível

Maria Eduarda Siqueira, natural de Florianópolis, realizou o sonho que muitas pessoas possuem, trabalhar no Walt Disney World Resort em Orlando. Duda, como é conhecida, se inscreveu no intercâmbio realizado pela empresa STB e foi selecionada para atuar nas lojas do complexo da Disney.

 

E quem pensa que é só um trabalho, está enganado. As experiências vividas são mágicas. Duda fez novas amizades, aprendeu sobre atendimento ao cliente, liderança e disciplina. Atuar como um cast member em uma empresa referência mundial é muito especial.

 

Viva Disney e Orlando entrevistou Duda que contou sobre experiências e dicas desse intercâmbio que vai ficar para sempre marcado na lembrança dela.

Viva Disney e Orlando: Conte quando e como surgiu a ideia de trabalhar na Disney.

 Maria Eduarda Siqueira – A ideia de trabalhar na Disney surgiu exatamente 1 mês antes do processo seletivo em 2017 abrir. E quem me informou sobre esse programa de intercâmbio/work foi uma amiga que fez o programa no ano de 2016/2017.

Viva Disney e Orlando: Você deve ter vivido incríveis experiências. Conte algumas que vão ficar marcadas na sua lembrança.

 Maria Eduarda Siqueira: O meu trabalho lá na Disney se chamava Merchandise, ou seja, eu trabalhava nas lojas do Complexo da Disney. O meu local de trabalho habitual, que eles chamam de “Work Location” era a loja Maestro Mickey’s, localizada dentro do Resort All Star Music. Esse era o meu uniforme (eles chamam de “costume”) nessa loja:

Como eu queria ter a “experiência completa”, troquei shifts  (turnos) com pessoas, e consegui trabalhar em todos os parques da Disney e também no Disney Springs. Tive diversas experiências incríveis e fiz amizades que foram meu porto seguro lá. Mas acho que uma das experiências mais mágicas que tive foi um shift na Meia Maratona da Walt Disney Wolrd Marathon 2018. O horário de inicio do shift era às 4:30 da manhã, e o local era no Magic Kingdom. Acordei perto das 2 da manhã, para pegar o ônibus e estar no parque às 4. Apesar de muito cedo e a temperatura estar 4 graus no lado de fora, mal sabia que eu estava prestes a viver um dos dias mais mágicos da minha vida. Tudo isso fiz acompanhada de uma amiga que conseguiu pegar esse mesmo shift que eu. Como esse tipo de trabalho não requer treinamento, em shifts assim, a gente recebia algumas instruções quando chegava no local e logo depois já começava a trabalhar. Então foi assim que, após todas as instruções do que fazer, seguimos para dentro do parque para nos posicionarmos. Eram 5 horas da manhã, ainda estava noite, e o castelo completamente iluminado, de um jeito que eu nunca tinha visto antes. O parque estava fechado, então fomos apenas nós que estávamos trabalhando que conseguimos presenciar aquilo. E foi MÁGICO. Além dessa experiência, com certeza tive muitas outras maravilhosas, fiz muita gente sorrir e compartilhei muito da minha história e da minha cultura por onde trabalhei lá.

Os guests nos Resorts, normalmente são muito comunicativos, e gostavam sempre de contar sobre o dia e as atrações favoritas, e essa era a minha parte favorita de trabalhar na Disney. Eu tinha muita liberdade para interagir com todos que passavam pela minha work location. Além disso, fiz alguns “magical moments”, que são momentos de interação com os guests que acabam por mudar a viagem de uma família, seja porque você simplesmente foi educado e forneceu um bom atendimento ou teve que ajudar alguma família com um problema ou situação. E foi assim que em um dos meus últimos dias trabalhando, eu fiz um desses “magical moments” com uma família brasileira, e depois essa família me procurou para agradecer e até chorar de emoção e gratidão eu chorei. Foi um momento muito especial mesmo. E sobre amizades, fiz muitas, com pessoas de diversas nacionalidades, e acho que o programa mais legal para se fazer com os amigos era ir aos parques nos dias que não tínhamos que trabalhar!

Viva Disney e Orlando: Como foi o processo seletivo?

Maria Eduarda Siqueira:  O processo seletivo é bem extenso e cansativo, mas vale muito a pena. Entre março/abril abrem as inscrições online no site da empresa STB, as inscrições são para uma palestra que ocorre em maio em diversas localidades. Eu fiz em Florianópolis, mesmo local onde eu moro. Na palestra eles explicam todo o programa, desde valores, acomodações e como de fato ocorre o processo seletivo. A palestra é no idioma português. Ao fim da palestra eles distribuem os horários para as primeiras entrevistas, que ocorrem nos dias seguintes às palestras e também uma lista com os possíveis trabalhos oferecidos pela Disney, e pedem que coloque essas opções em ordem de acordo com as suas preferências. Essas entrevistas são inteiras em inglês e eu fui entrevistada junto com mais duas meninas. Na entrevista, a entrevistadora faz a pergunta e então cada uma tinha a sua vez para responder aquela pergunta, e assim seguia. As perguntas eram por exemplo, porque a Disney deveria te contratar, porque surgiu o seu interesse de trabalhar na Disney, se eu já tinha feito algum intercambio ou trabalho voluntário e etc. Mais ou menos 1 mês após a entrevista saem os resultados online. Essa é a parte triste porque muita gente é cortada já nessa primeira entrevista, então essa primeira entrevista é considerada “a mais difícil”. Depois de receber o resultado positivo tive que fazer muitas tarefas burocráticas e cadastros no site da Disney.

A segunda entrevista acontece em agosto, e é somente em São Paulo, dentro da Walt Disney Company Brasil, e quem faz as entrevistas são os recrutadores da Disney que vem ao Brasil uma vez no ano só para isso. Essa segunda entrevista é mais tranquila, e não exige tanto, eles querem mesmo só saber se o seu inglês é bom o suficiente e se você realmente está preparado para essa experiência. Algumas das perguntas são por exemplo situações como: se uma criança estivesse chorando na fila de um brinquedo o que você faria, etc. Os resultados dessa entrevista saem mais ou menos uma semana depois, e você já recebe junto com o resultado a sua “proposta de emprego”, ou seja, já vem descrito qual trabalho você vai realizar lá. O local, ou seja, a sua work location, só descobrimos quando chegamos em Orlando, no primeiro dia de treinamento na Disney University. Então com a proposta de emprego, eu precisei aceitá-la e depois fui a São Paulo novamente fazer o visto de trabalho. No dia 13 de novembro de 2017, saí do Brasil, e no dia 15, já estava no meu dormitório no housing de quem trabalha para a Disney. Lembrando que para fazer o processo é obrigatório ter 18 anos e um nível de inglês bom. Todas as informações estão no site da empresa stb, bem fácil de acessar.

 

Viva Disney e Orlando: Que dicas você daria para alguém que quer viver essa experiência?

Maria Eduarda Siqueira: Para alguém que vai tentar aplicar para o processo acho que eu diria, seja você mesmo, e use todos os seus atributos a seu favor. Não é um processo seletivo fácil e é muito cansativo emocionalmente para quem ama a Disney tanto quanto eu e tinha esse sonho desde criança. Os recrutadores estão a procura de pessoas que gostem de aprender e tenham a vontade de prover um serviço de excelência de atendimento ao cliente, eles querem pessoas que diante de situações complicadas consigam buscar soluções rapidamente e satisfazer os clientes. O nervosismo na hora da entrevista com certeza vai acontecer, mas acho que o mais importante é falar exatamente como você é, sem exageros, nem filtros, porque a Disney é muito boa no que faz, no sentido de que, ela vai escolher exatamente as melhores pessoas para o trabalho, e vai designar o local perfeito para essa pessoa trabalhar e na tarefa que mais combina com ela. E claro que também ajuda falar que ama a Disney e que é o seu sonho trabalhar né? E além disso seja paciente, porque esse processo exige bastante.

Viva Disney e Orlando: O que a Disney representa para você?

Maria Eduarda Siqueira: Atualmente a Disney representa pra mim muitas coisas. Esse lugar sempre foi o meu favorito no mundo, desde a primeira vez que visitei, quando criança, me apaixonei. Mas depois dessa experiência, é completamente diferente, continua sendo com certeza o meu lugar favorito no mundo, mas agora é também o lugar onde eu passei os melhores meses da minha vida, aprendi a morar sozinha, resolver coisas sozinha, cresci, conheci pessoas incríveis, vivi momentos que eu descreveria como perfeitos e ainda aprendi tanto, sobre atendimento ao cliente, disciplina, liderança…., e aprendi com uma das maiores empresas do mundo! Então acho que o que eu sinto pela Disney hoje, vai além de palavras, continua sendo um lugar mágico, mas hoje posso dizer que já foi a minha ”casa”, e por isso, vai sempre representar uma parte da minha vida que ficou marcada com memórias incríveis. Para mim, a Disney representa gratidão, sonhos que consegui realizar, pessoas incríveis que conheci, experiências maravilhosas que senti e com certeza SAUDADE, da melhor experiência da minha vida. Com certeza pretendo voltar para trabalhar lá algum dia, o quanto antes melhor!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s